24/10/2011


Planejamento é a palavra-chave

Não basta fazer um acompanhamento mensal do orçamento doméstico. Se você quer mesmo ter controle de suas contas, precisa fazer pelo menos dois balancetes: um das contas mensais, outro das contas anuais. Quem ensina é o engenheiro e microempresário Ricardo Bernstein. Aos 41 anos, Ricardo é dono de uma empresa de desenvolvimento de software para empresas financeiras. “Supercontrolado”, como define a esposa, Letícia, ele conta que há cerca de 20 anos, quando tomou efetivamente as rédeas de sua vida financeira, recém-saído da faculdade, ele mantém planilhas em Excel para seu orçamento pessoal. E, como sempre viveu de rendimento variável – as receitas das vendas de sua empresa –, não pode ser surpreendido com contas não previstas. 

 

“Não basta olhar só para as despesas mensais, senão a pessoa pode cair numa armadilha”, afirma. Por isso, é bom fazer pelo menos duas planilhas: uma dos gastos mensais e outra só para prever gastos anuais, que tanto podem ser os amargos impostos (IPTU, IPVA) e a renovação do seguro do carro, quanto uma doce viagem ao exterior com a família ou a aquisição de um imóvel. A palavra-chave é planejamento.

 

Ricardo conta que faz suas contas olhando o “mínimo” dos últimos 12 meses, ou seja, os valores mínimos que ele consegue auferir de seu trabalho, projetando para os próximos 12 meses. E não se prende muito à lição da maioria dos economistas e consultores de finanças pessoais, de que se deve destinar um porcentual fixo dos rendimentos mensais para a poupança. “Eu olho o mínimo para fazer as projeções de longo prazo e neste valor não incluo só as despesas fixas de cada mês, incluo também as sazonais.” 

 

Ou seja, Ricardo trabalha com uma margem razoável de poupança, porque tem seus gastos rotineiros ajustados ao rendimento mínimo, deixando o excedente além do mínimo para investimentos e gastos supérfluos, o que pode aumentar em período de vendas mais favoráveis. 


Escrito por Elas & Lucros às 09h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Este blog é nosso canal diário de conversa. Em 2006 nós nos conhecemos quando lançamos o livro ?Meninas normais vão ao Shopping, meninas iradas vão à Bolsa? (editora Letras & Lucros / Saraiva). Desde janeiro este contato passou a ser mensal com o lançamento da Elas & Lucros, a primeira revista de finanças pessoais para mulheres do Brasil. Agora, estaremos todos os dias.
Outros sites


Siga Elas & Lucros:




Fale Conosco
Clique aqui e envie uma mensagem para nós!